Língua Afiada
   O RATO REI

O rei é um rato/ Mais esperto que o gato/ O rei é valente/ Bate em toda gente/ E essa gente é fraca/ Vive num buraco/ O buraco é profundo/ No terceiro mundo.

 Escrito por Luiz Valério às 12h24
[] [envie esta mensagem]


 
   POEMA SENSUAL

Uma boca/ Uma língua/ Apenas lasciva/ Duas bocas/ Um beijo/ Trocando saliva/ Um corpo: um desejo/ Dois corpos: amor/ Uma cabeça só, pensa/ Duas, realizam/ Duas pernas se abrem/ Quatro sincronizam/ (os movimentos/ Um gemido: prazer/ Amantes em chama/ E as marcas do ato/ Ficaram na cama.

 Escrito por Luiz Valério às 12h13
[] [envie esta mensagem]


 
   HOMENAGENS E HOMENAGEADOS

A CÂmara Municipal de Boa Vista (RR) abriu o período de concessão de títulos de cidadãos boa-vistenses a várias pessoas da sociedade local. Este parece ser uma mania inútel dos legislativos de todas as cidades. Tanto assunto sério para se discutir num parlamento e os vereadores ainda encontram tempo para estar concedendo títulos onoríficos a granel.

 Escrito por Luiz Valério às 17h43
[] [envie esta mensagem]


 
   COLUNA ANTI-SOCIAL

PORCARIA NO AR Tem muito radialista falando besteira nas emissoras de rádio de Boa Vista. Numa delas em especial - de frequência modulada (FM)- há sujeitos que se intitulam de radialistas, se outorgam o papel de paladinos da verdade e saem falando um monte de asneira. Enganam os ouvintes, vestindo o disfarde de homens sérios, mas são, na verdade, pesudos profissionais com um histórico de sujeira. É deprimente ouvir o impactante (em tom pejorativo) programa.

 Escrito por Luiz Valério às 17h38
[] [envie esta mensagem]


 
   OPÇÕES

É preciso crer/ Mesmo sem se ver/ Porque a verdade/ Existe, mesmo oculta/ Atrás de uma mentira./ É preciso ser sincero/ E desvendar os mistérios/ Que se carrega n'alma./ É preciso materializar/ O pensamento./ E voar no vento/ Sem pressa e com calma./ É preciso ir a algum lugar/ Onde haja vida/ Ou apenas bálsamo/ Pra curar ferida./ Mas é preciso ter coragem/ De enfrentar águas revoltas/ E carregas nas costas/ O peso de estar vivo./ E aos que não quiserem isso,/ Há duas saídas simples:/ a morte ou a vida em ostracismo.

 Escrito por Luiz Valério às 17h31
[] [envie esta mensagem]


 
   Tolas reflexões sentimentais

Frases contidas em duas músicas que representam momentos e estilos diferentes da música popular brasileria me fazem pensar sobre a minha vida atual. Uma dessas frases está na música "Travessuras", de Oswaldo Montenegro. Diz u8m trecho da música que o "pra sempre não é todo dia". A outra letra, do Renato Russo, cantada pela inesquecível Cássia Eller, diz que "o pra sempre sempre acaba". Essas frases me ocorrem sempre que paro para pensar no relacionamento que vivo atualmente. Nós sempre queremos que as coisas (sentimentais) sejam para sempre e nos esquecemos, como disserm Oswaldo Montenegro e Renato Russo, que o pra sempre "não é todo dia" e " sempre acaba". Infelizmente. Mas, por enquanto, vou lutando para que o meu pra sempre dure o máximo de tempo que puder.

 Escrito por Luiz Valério às 13h24
[] [envie esta mensagem]


 
   Novidade

Agora meu blog tem uns links de outros blogueiros da pesada (no bom sentido), como o cantor Leo jaime, o jornalista talentosíssimo, Marcelo Tas, o polêmico Dramaturgo (com D maiúsculo mesmo), Gerald Thomas, e a raiomaker, Magaly Prado. Visitem que vale a pena!

 Escrito por Luiz Valério às 12h05
[] [envie esta mensagem]


 
   SOLIDÃO

Acordei tarde, Abri a janela Olhei o sol Me senti só Mas levantei. Fui ao banheiro Me olhei no espelho Que pesadelo Sequer me vi. Fui para a rua Gritei bem alto Até o asfalto Estremeceu. Ninguém ouviu Meu desespero Grito abafado Na solidão. Voltei ao banheiro Tomei um banho Lavei minh'alma Com sabonete. Sai para rua Mais uma vez A contragosto E com desgosto De existir. Fiquei andando Meio sem destino Como um menino Desnorteado. Cruzei tantas ruas Que já nem lembro Meu pensamento Voava alto. Parei. Pensei. Mas não fiz nada Segui a estrada E estou aqui: só. Hoje amanheci com o gosto acre da solião na boca. Por isso, o poema. Esta é uma segunda feira sem muitos atrativos. Só o trabalho rotineiro, mas necessário. É isso aí.

 Escrito por Luiz Valério às 11h24
[] [envie esta mensagem]


 
   Hoje é domingo, dia de trabalho

Hoje está um domingo chovoso, frio. Dentro e fora da Redação. Este ar condicionado gelado me mata... Enquanto muitos se deivertem lá fora, eu cumpro o meu ofício: escrever as matérias que estarão nas páginas do jornal de amanhã, informando aos leitores. É um trabalho prazeroso. Agora há pouco eu estava numa drogstore vendo revistas. Sou viciado em ver revistas nas bancas e faço isso todos os dias. Na maioria das vezes nem compro. Vou à banca, folheio as revistas, leio o que me interessa e saio. Tenho uma verdadeira obsessão pela palvra impressa. Cheiro de tinta e papel me fascina, me dar prazer. Tanto é assim que logo cedo, aos onze anos, disse pela primeria vez que queria ganhar a vida escrevendo. Passaram-se alguns anos e aqui estou eu: virei jornalista. Não dá bem para ganhar a vida escrevendo, afinal salário de profissional de Jornalismo não é la essas coisas, principalmente aqui no Norte do Brasil. Mas vamos caminhando... e escrevendo. Para viver ainda trabalho como professor de Língua Portuguesa e presto assessoria de comunicação para uma entidade de classe local. Mas, o que me move mesmo é a minha atuação como jornalista. É algo apaixonante. Estressante também. Às vezes decepcionante, devido a imposibilidade de se dizer exatamente aquilo que se quer dizer e ter que escrever o que a direção do veículo no qual se trabalha quer que escrevamos. Mas é isso aí. De qualquer forma sempre encontramos um jeito de deizer pelo menos um pocuo do que queremos. É uma questão de jeito.    

 Escrito por Luiz Valério às 16h36
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
Meu perfil
BRASIL, Norte, BOA VISTA, CENTRO, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Livros, Informática e Internet
AIM -


HISTÓRICO
 28/11/2004 a 04/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004
 07/11/2004 a 13/11/2004
 31/10/2004 a 06/11/2004
 17/10/2004 a 23/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004
 03/10/2004 a 09/10/2004
 26/09/2004 a 02/10/2004
 19/09/2004 a 25/09/2004
 12/09/2004 a 18/09/2004
 05/09/2004 a 11/09/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004
 15/08/2004 a 21/08/2004
 01/08/2004 a 07/08/2004
 25/07/2004 a 31/07/2004
 18/07/2004 a 24/07/2004
 11/07/2004 a 17/07/2004
 04/07/2004 a 10/07/2004
 27/06/2004 a 03/07/2004
 20/06/2004 a 26/06/2004
 13/06/2004 a 19/06/2004
 06/06/2004 a 12/06/2004
 30/05/2004 a 05/06/2004



OUTROS SITES
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Bolg do Tas
 Ziriguidum
 Blog do Léo
 Gerald Thomas
 Notícias do Rádio
 Escritura Profana
 eraOdito
 Revista Imprensa


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!





O que é isto?