Língua Afiada
   Sobre amor e ódio

Nunca entendi direito qual é a das pessoas que preferem cultivar a mágoa e o ódio no lugar do amor. Geralmente, são pessoas amargas que vivem o tempo todo com os olhos voltados para o passado, deixando de viver o presente, de contemplar a beleza que vem com as horas que teimam em passar. De tanto olhar para trás, acabam dando com a cara na parede, fazendo hematomas na alma. São pessoas que deixam de viver amores, prevendo que vão sofrer. Constroem um sofrimento prévio. Enclausuram-se em si mesmo e por mais belas que sejam fisicamente, tornam-se sombrias...

 

Prefiro mil vezes errar tentando acertar a não tentar. Há gente que resiste a felicidade. Parece que se acostumou a viver no sofrimento, se acomodou, resolveu parar no meio do caminho. Simplesmente desistiu... Por mais que a vida acene com a possibilidade de dias melhores, pessoas assim preferem chorar, fechadas num quarto escuro com medo de viver. Aprendi que não se pode ter medo da vida. Que é preciso seguir sempe adiante, encarar os desafios, peitar as dificuldades, transpor os obstáculos... Bater o pó e seguir sempre em frente, um pé adiante do outro. Devagar e sempre! Mas é preciso estar disposto a pagar o preço que a vida cobra por cada um dos nossos atos, sejam eles bem ao mal sucedidos. Não podemos ficar o tempo inteiro culpando os outros pelos nossos infortúnios, quando não temos a coragem de mostrar a cara e, simplesmente, viver.

 

Nas minhas andanças nesta vida, conheci e convivi com gente de todo tipo. Figuras das mais comuns às mais extravagantes. Das mais humildes até aquelas que se consideram o centro do universo. Conheci gente louca, de uma loucura boa, positiva, e gente louca do ponto de vista psicológico. Loucos que não se admitem como tal. Que não admitem precisar de ajuda. Que repelem as pessoas que se aproximam para ajudar. Nesses meus 30 anos, tenho buscado viver cada minuto da minha vida como se fosse o último, sempre em busca de ter e proporcionar momentos felizes. Uma letra de Herbert Viana, vocalista dos “Paralamas do Sucesso”, diz que “saber amar é saber deixar alguém te amar”. Tem gente que não ama nem se deixa amar. Coitados!

 

Considero o pior estágio da vida de uma pessoa quando ela perde a capacidade de amar. Quando constrói em torno de si uma muralha que a separa de todos os que só querem fazer o bem. Para mim, quem atinge este estágio, chegou ao fim da linha da vida. Para esse tipo de gente, os anos que vierem depois de se entregar ao cultivo do ódio, do rancor, da mágoa, não são anos de vida real. São anos de vida vegetativa, de uma pré-morte, uma morte social e espiritual. A mim me apraz a idéia da vida sempre em pulsação. De viver intensamente cada minuto, ainda que em alguns momentos um nevoeiro tome conta da minha face e uma tempestade aconteça em meu peito. Isso é sinal de que a bonança está pra chegar. E eu não me canso de esperar por ela e a construi-la dia após dia, sempre em marcha. Olhado pra frente. Sempre.



 Escrito por Luiz Valério às 13h26
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
Meu perfil
BRASIL, Norte, BOA VISTA, CENTRO, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Livros, Informática e Internet
AIM -


HISTÓRICO
 28/11/2004 a 04/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004
 07/11/2004 a 13/11/2004
 31/10/2004 a 06/11/2004
 17/10/2004 a 23/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004
 03/10/2004 a 09/10/2004
 26/09/2004 a 02/10/2004
 19/09/2004 a 25/09/2004
 12/09/2004 a 18/09/2004
 05/09/2004 a 11/09/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004
 15/08/2004 a 21/08/2004
 01/08/2004 a 07/08/2004
 25/07/2004 a 31/07/2004
 18/07/2004 a 24/07/2004
 11/07/2004 a 17/07/2004
 04/07/2004 a 10/07/2004
 27/06/2004 a 03/07/2004
 20/06/2004 a 26/06/2004
 13/06/2004 a 19/06/2004
 06/06/2004 a 12/06/2004
 30/05/2004 a 05/06/2004



OUTROS SITES
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Bolg do Tas
 Ziriguidum
 Blog do Léo
 Gerald Thomas
 Notícias do Rádio
 Escritura Profana
 eraOdito
 Revista Imprensa


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!





O que é isto?